Um cantinho no Norte.

Faz quase dois anos a minha visita ao distante lugar de Oucias, sítio algo perdido no meio da Peneda Gerês fronteira com Arcos de Valdevez. Foi uma estadia curta de apenas uma noite a propósito de um fim de semana romântico, local ao qual só foi possível chegar com orientação do GPS do telefone. A quem visitar recomendo chegar ainda de dia pois o simpático casal que gere o Eco-bungalow disponibiliza roteiros para fazer a pé na natureza, mas para tal será melhor levar calçado resistente de caminhada, não façam como eu que fui de “sapatos de pele”. Respeitar os horários de chek-in e chek-out é imperativo, sobretudo o chek-in pois os proprietários não residem no local.

Paisagem ao longo de um dos trilhos

O Eco-Bungalow está localizado em Carralcova, no Parque Nacional Peneda-Gerês, apenas a 12 km de Arcos de Valdevez, local para onde é necessário “migrar” tanto para ir a um restaurante como para ir á farmácia (levar dinheiro vivo é um “must”). A propriedade dispõe de uma piscina comum e restaurante próprio (Caxena restaurante e wine bar) que abre nos meses de maior movimento (Junho a Setembro). No entanto os pequenos almoços são incluídos no preço da estadia e há sempre alguém a dar um bom dia pela manhã. Existem diversos bungalows na propriedade, alguns são germinados enquanto outros são individuais, mas sempre voltados para o “eco-frindley” sendo os materiais de construção amigos do ambiente, como no quarto onde ficamos as paredes internas estavam cobertas por cortiça e as janelas eram de vidro duplo. Existem ainda painéis solares para produção de energia e aproveitamento de águas da chuva para criar reservas estratégicas.

Estacionamento

Para aqueles que queiram ficar mais do que uns dias existem também casas que foram restauradas e nas quais podem ficar mais á vontade. podem saber mais neste link.

https://www.arcoshouse.com/optitravel/online/www/layout19/arcoshouse.php

No essencial, este é um local para onde podemos fugir da confusão do dia a dia, uma espécie de mundo dentro de outro mundo a um passo da civilização. Oucias é também um local com bastante história algo que ficamos a saber depois da conversa com a proprietária, que em conjunto com o marido tem tentado reabilitar habitações devolutas na sua maioria abandonadas na década de 60/70 após o êxodo dos seus habitantes em busca de melhores condições de vida para fora do país. actualmente tentam contactar com os herdeiros a fim de evitar que as habitações acabem por ruir, dando-lhes dessa forma uma nova vida preservando a memória dos que já partiram.

Como já referi convém chegar ainda de dia pois nós não sabíamos dos trilhos que podíamos fazer e que foram uma agradável surpresa logo após o chek-in. Foi nos dado as respectivas indicações e mesmo sem calçado próprio fomos á aventura. A natureza e o sossego do sítio, combinados com a paz e o silencio fazia com que a única coisa que eu ouvia eram os nossos passos e a respiração acelerada pelo ritmo da caminhada, uma vez que o dia ia acabar em breve e o tempo estava incerto. É um local a visitar sem dúvida, sobretudo para os amantes da natureza que se queiram desligar de tudo por algumas horas ou mesmo dias.  

Conclusão:

Este pode ser apenas mais um sítio bonito para muitos, mas para mim, e para o meu percurso de vida é um local que me trará boas memorias que espero que o tempo não apague. Voltarei a este cantinho do norte e recomendo a sua visita por todos os que queiram recarregar baterias ou apenas desligar a ficha por umas horas ou dias. Na confusão do dia a dia é bom saber que sítios como este existem, e vão continuar a existir.